O sistema de SDAI é fundamental para alertar as pessoas sobre uma situação de emergência, garantindo que todos tenham a mesma informação em tempo hábil para evacuação ordenada e imediata do local, este sistema deve ser mantido em funcionamento a fim de garantir que em caso de necessidades reais possa cumprir com o seu propósito.

A compra de equipamentos e contratação de serviços de manutenção sem as devidas garantias ou procedimentos técnicos adequados descritos em normas, coloca as pessoas e o patrimônio em risco eminente, não basta apenas aceitarmos que nada acontecera e sim a probabilidade mesmo que remota de acontecer, por isto devemos sempre estar garantidos e treinados para a tomada de decisão mais assertiva possível, eliminando perdas desnecessárias e importantes.

A norma vigente para sistema de detecção é a NBR: 17240: 2010 – Sistemas de detecção e alarme de incêndio – Projeto, instalação, comissionamento e manutenção de sistemas de detecção e alarme de incêndio.

Mas o que é sistema de detecção a incêndio?

O sistema e composto por uma central de detecção e alarme, interligada aos componentes de detecção por intervenção humana, chamados de acionadores manuais (botoeiras) que depende do acionamento mecânico e detectores de fumaça, térmicos ou ambas as funções que detectam a presença de fumaça ou calor gerando um aviso a central, que tem como seu principal objetivo gerar o alarme de abandono através dos seus sinalizadores (sirenes) que podem ser áudio visual ou apena áudio.

A escolha da central deve ser baseada na melhor performance e não pelo menor preço, esta escolha é perigosa e gerar custos desnecessários de manutenção ou até mesmo a sua necessidade de substituição por baixa qualidade do produto, reduzindo a vida útil do equipamento ou por não atenderem os critérios mínimos exigidos, a não confiabilidade do sistema ou a dificuldade em identificar o local do sinistro faz com que o tempo de resposta a ocorrência seja muito alto, tronando irreversível o combate inicial, submete o empreendimento a riscos de perda de patrimônio e vidas, a escolha correta deve ser tratada como benefícios e proteção a vida, através de equipamentos confiáveis e devidamente instalados, mantendo as manutenções devidamente executadas por empresas capacitadas como a Commandtech Soluções Contra incêndio.

Atualmente existem uma grande variedade de fabricantes de alarme de incêndio, portando é necessário um conhecimento criterioso para escolha mais adequada entre custo, beneficio e sua real confiabilidade, consulte sempre a Commandtech Soluções Contra incêndio para indicar um equipamento certificações e com eficiência comprovado, a Commandtech Soluções Contra incêndio dispõe de profissionais capacitados para elaboração e execução de projetos, manutenções corretivas e preventivas ajustadas a cada tipo de negocio, nossos planos de serviços são adaptativos respeitando as disponibilidade de investimento de nossos clientes, viabilizados através de parcerias solidas com fabricantes renomados como Eaton Fire detection, garantindo preços competitivos e produtos diferenciados.

Por muitas décadas o sistema passou por diversas alterações tecnológicas até o presente momento, alterações de conceitos na forma de detecção de fumaça, inicialmente por ionização de partículas até os mais modernos detectores por feixe de luz algorítmicos, capazes de informar seu status real para a central de alarme de incêndio, desenvolvidos na década de 80 para atender as necessidades extremas do programa espacial americano.

A tecnologia dos sistemas de detecção e alarme de incêndio é uma das que mais têm evoluído dentro da área de segurança contra incêndios, devido à sua grande importância na proteção da vida humana e diminuição de perdas materiais e dentro dessa linha de raciocínio em 2010 a Comissão de Estudo entendeu a necessidade de se criar uma nova norma, em substituição à ABNT NBR 9441 de 1998, passando a ser divulgada como NBR 17240:2010, contemplando então as recentes tecnologias de sistemas de detecção e alarme de incêndio.

Todo incêndio se distingue pelas suas características intrínsecas. Cada uma das características presentes em um incêndio tem natureza bastante diversa. Assim sendo, a proteção adequada de determinada área ou equipamento somente será possível após cuidadoso estudo de todas as particularidades, visando o emprego dos componentes e sistemas mais eficazes para cada caso.

Mas como surgiu o Sistema de Alarme de Incêndio?

O sistema de alarme de incêndio conforme relatos da historia, foi patenteado em 1890 por Francis Robbins Upton, descrito em sua biográfica como uma pessoa de uma disposição moderada e modesta combinada com uma inteligência aguçada. Seu conhecimento versátil de física fez dele um assistente muito valioso para Thomas Edison, intimamente associado com o trabalho de Upton na construção do SDAI, porem no entanto, sem nenhuma evidência comprovada sobre a sua participação na criação do alarme de incêndio.

Existem relatos que a invenção aconteceu de forma acidental, quando Upton desenvolvia projetos voltados a sistemas elétricos.